Novidades

Jornalistas estrangeiros conhecem o projeto GaleRio e o Parque Madureira

Todos os eventos são gratuitos e as inscrições são feitas no Centro Aberto de Mídia, em Copacabana, na Zona Sul do Rio

Jornalistas estrangeiros que vieram cobrir a Copa do Mundo Fifa 2014 conheceram, no sábado (21/06), os muros grafitados por artistas do Instituto EixoRio no Bairro Carioca, em Triagem, nas estações de metrô de Del Castilho a Inhaúma, e visitaram o Parque Madureira, terceira maior área de lazer do Rio, localizada na Zona Norte. A ‘Press Tour’ (visita guiada) é organizada pela Prefeitura do Rio para mostrar as belezas, a diversidade cultural, os pontos turísticos, as manifestações artísticas e a gastronomia da cidade. A iniciativa já levou os correspondentes internacionais à Região Portuária e às comunidades da Babilônia e Chapéu Mangueira, no Leme, onde conheceram o projeto Morar Carioca Verde, programa-piloto de urbanização e moradia sustentáveis.

O grupo formado por jornalistas da Bulgária, China, Índia e Espanha partiu do Centro Aberto de Mídia, no Forte de Copacabana, em direção ao Bairro Carioca, em Triagem, Zona Norte da cidade, onde um muro estampa imagens de personalidades como Mahatma Ghandi e Nelson Mandela. Os painéis integram o projeto GaleRio, do Instituto EixoRio, que pretende transformar até 2016 os muros dos 40,4 quilômetros da Linha 2 do metrô na maior galeria de arte a céu aberto do mundo, contemplando 15 bairros da Zona Norte com a iniciativa. Mais de 100 grafiteiros participam do empreendimento do EixoRio, núcleo de articulação urbana da prefeitura.

 

 

 

O grafiteiro Airá O Crespo, um dos curadores do EixoRio, acompanhou a visitação e explicou detalhes do trabalho: — As pinturas sempre tem a ver com a área onde foram feitas. Aqui, a mensagem de paz é muito nítida, em virtude do Mandela e do Ghandi, que foram grandes defensores da paz. Em Inhaúma, a gente vai ver imagens de crianças moradoras do bairro para criar uma identidade direta com as pessoas. Não queremos apenas deixar os muros da cidade mais bonitos, por isso fazemos questão de passar uma mensagem construtiva — explicou Airá O Crespo, um dos mais conceituados grafiteiros do Rio. Entre seus trabalhos mais recentes estão o cenário do programa Copacabana Live, do Canal Eurosport, e o mural para a gravação da vinheta oficial da Copa do Mundo da BBC, na quadra da Tavares Bastos, na Zona Sul.

 

 

 

Com área total de 125 mil metros quadrados, o Bairro Carioca abriga famílias transferidas de área de risco com infraestrutura completa: salão de festas, playground, pavimentação, redes de água e esgoto, drenagem e energia elétrica. Os jornalistas visitaram, ainda, a Nave do Conhecimento Santiago Ilídio Andrade, que possui 3 mil metros quadrados. O espaço comunitário é o centro de gestão do programa Rio Digital 15 minutos e oferece, gratuitamente, equipamentos de alta tecnologia e internet de banda larga, além de realizar cursos de TI, realidade aumentada, realidade virtual, games, edição de vídeo e animação 2D e 3D, computação em nuvem, entre outros.

 

 

 

No muro da estação de Inhaúma, os jornalistas estrangeiros se depararam com imagens grafitadas de crianças moradoras da região. Os retratos em tamanho gigante chamam a atenção de quem passa pela rua. A jornalista espanhola Anna Batalla, que trabalha para a TV Catena 3 do México, elogiou o projeto da Prefeitura do Rio.

 

 

 

— Eu gostei muito do grafite porque lá em Barcelona tem muito grafite. Não gosto da pichação que até suja a cidade, mas essa iniciativa de pintar os muros é muito interessante porque dá personalidade à cidade, ou seja, cria uma identidade, ainda mais quando se usa imagens de pessoas que moram no lugar. Essas criança são lindas — disse a jornalista.

 

 

 

Sem largar os celulares para garantir o registro fotográfico de cada detalhe, os chineses Xingying Tao e Whihua Chen, das agências Xinmin Evening News e Xinhua, também aprovaram o passeio.

 

 

 

— Gostei muito de tudo que conheci hoje. É tudo muito novo para nós que trabalhamos na China, onde há outros tipos de instalações, completamente diferentes. A arte de rua de vocês é algo que a gente não conhecia. Foi estimulante ter contato direto com essa cultura popular – contou Tao.

 

 

 

Os jornalistas fotografaram, filmaram e puderam interagir com crianças e jovens no Parque Madureira, última parada do passeio guiado, onde eles puderam conhecer detalhes do espaço que valoriza e estimula a sustentabilidade. Com mais de 90 mil metros quadrados de área, o mais novo espaço de lazer do subúrbio não só contribui com o meio ambiente, mas também oferece aos moradores da Zona Norte atividades recreativas, esportivas e culturais.

 

 

 

Equipado com quadras poliesportivas de futebol e tênis de mesa, ciclovia e a melhor pista de skate do país, o Parque Madureira ganhou uma Arena Carioca batizada de Fernando Torres, ampliando ainda mais o espaço para apresentações culturais, ao lado da Praça do Samba, que já recebeu artistas de nível internacional como o cantor Billy Paul. Os jovens que frequentam o parque têm a sua disposição a Praça do Conhecimento, que oferece cursos em diferentes áreas, além de computadores com acesso à internet.

 

A coordenadora de Articulação Internacional do Instituto EixoRio, Juliana Luna, que fez o papel de guia de turismo, ressaltou a curiosidade dos chineses que fizeram parte do grupo de visitantes.

 

— Deu para notar que eles estão felizes com essa visão do Rio que a gente deu para eles, principalmente em relação ao grafite. Os chineses são muito curiosos e perguntam tudo, querem saber de tudo, para não deixar escapar nada. Eles entenderam que o grafite é uma ferramenta importante para conectar a cultura do bairro. Sem dúvdia, o tour valeu — concluiu ela.
 

Esse foi o terceiro Press Tour realizado pela Prefeitura do Rio. A iniciativa ajuda a divulgar as belezas, a diversidade cultural, os pontos turísticos, as manifestações artísticas e a gastronomia da cidade, devido à presença de jornalistas estrangeiros que acompanham os jogos da Copa do Mundo. A próxima visita está prevista para o dia 27 de junho, no Centro de Operações Rio (COR), na Cidade Nova, onde os jornalistas terão oportunidade de conhecer um dos mais avançados sistema de monitoramento urbano.

Deixe uma resposta




Buscar lojas